Quem não conhece alguém que reclama de dores nas pernas ou dos inconvenientes vasinhos?

O pior é que muita gente já desistiu de tratar, reclamando das limitações que o tratamento impunha ou por não suportar as agulhadas.

Mais de um quarto das mulheres tem varizes. Essa doença, como toda enfermidade crônica, é multifatorial. A herança familiar é o fator predisponente mais importante, somando-se às várias outras situações que poderão desencadear mais ou menos varizes. É interessante a diversidade de manifestações da insuficiência venosa; sendo que, para algumas pessoas, o incômodo é decorrente de alguns vasinhos nas pernas, causando o desconforto estético. Outras menos afortunadas sofrem de dores e apresentam varizes grossas com envolvimento ou não das veias safenas. Os casos mais graves podem apresentar vários estigmas da insuficiência venosa, inclusive podendo ocasionar a abertura de feridas nas pernas.

Quando se aproxima o verão é natural que aumente a ansiedade das pessoas para ficar livres das varizes ou dos pequenos vasinhos. Não temos cura para varizes, mas o tratamento é muito eficaz e as novas tecnologias têm contribuído muito, principalmente no que se refere a reduzir o trauma do tratamento e, com isso, atenuando o desconforto e as limitações impostas.

Aquelas pessoas que têm varizes de grosso calibre podem ser beneficiadas com a utilização do endolaser, uma tecnologia denominada EVLT (Endovenous Laser Therapy). Nos casos que preenchem os critérios para tratamento com endolaser, uma fibra óptica é introduzida através de uma punção dentro das varizes, onde é liberada a energia, fechando as varizes sem retirá-las. Como resultado imediato, as varizes são excluídas da circulação e o sangue é desviado para as veias normais. Os estudos científicos, apesar de apresentarem pouco tempo de acompanhamento, relatam vantagem em relação à cirurgia convencional, que é a retirada por avulsão das varizes. O tempo de recuperação e o desconforto pós-tratamento são bem menores quando o procedimento é realizado com endolaser. Em relação à eficácia do tratamento, a exemplo do tratamento convencional, não cura a insuficiência venosa dos membros inferiores, mas o bom resultado é mantido em mais de 90 % dos casos após um ano de acompanhamento. Isso, por si só, parece mais animador que o tratamento convencional.

Varizes reticulares e telangiectasias (vasinhos)

Se o problema são os vasinhos, ou varizes de fino calibre, o tratamento convencional é com aplicações, também conhecidas como escleroterapia química. O processo de esclerose do vaso é alcançado com métodos químicos ou físicos. A escleroterapia química continua apresentando bons resultados, principalmente quando agregada a métodos que atenuam a dor. A analgesia pode ser conseguida por resfriamento da pele, através de um equipamento específico, que melhora muito a tolerância às agulhadas. Para quem quer uma opção sem agulhas, resta a escleroterapia física, conseguida com a tecnologia a laser. Neste caso, outro laser é utilizado, diferente do processo EVLT. A energia não é dispensada diretamente dentro do vaso, mas através da pele. Para as pessoas que querem eliminar os vasinhos da face e nariz, o laser passa a ser a melhor opção.

A estratégia mais adequada para tratar as varizes das pernas, principalmente nos casos que apresentam grande quantidade e variedade de vasos, é através da associação de métodos. O laser associado à escleroterapia química soma resultados.

Diante da variedade de tratamentos das varizes, em vez do medo e das lembranças do tratamento doloroso do passado, o melhor é buscar informação com o médico angiologista. O tempo passa e as coisas mudam, mas parece que o laser, como em várias áreas da medicina, é muito promissor.

Menu
WhatsApp chat

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Para saber como alterar as configurações de cookies do seu navegador, clique aqui.

Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

Abaixo, você pode escolher que tipo de cookies você permite neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionaisNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.Ao continuar navegando, entenderemos que você concorda com nossos termos de uso, política de privacidade e política de cookies.

AnalíticosNosso site utiliza cookies para possibilitar a otimização para fins de usabilidade.

Mídias sociaisNosso site coloca cookies de mídias sociais para mostrar a você conteúdo de terceiros. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutrosNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços que não são analíticos, de mídias sociais ou de publicidade.